07_12meses12noticias

Voltar

Mercado de trabalho: 40 anos… E agora?

Seja porque se encontra à procura de uma oportunidade de trabalho ou porque deseja abraçar novos projetos, quantas vezes sentiu que o envio da sua candidatura não obteve resultados? Quantas vezes questionou, nomeadamente, se deverá manter o ano de nascimento no seu currículo?

SIM, deve garantir que o seu currículo está completo e com informação fidedigna.

A idade não é sinónimo de incapacidade. Muito pelo contrário, a maturidade evidenciada e os conhecimentos aprofundados que os/as candidatos/as com idade igual ou superior a 40 anos possuem, transformam-nos/as em mais-valias para as entidades empregadoras. São candidatos/as que procuram maioritariamente estabilidade e, por esse mesmo motivo, mais direcionados para a entrega e dedicação às empresas, vestindo a camisola de corpo e alma.

Por outro lado, o mercado de trabalho apresenta alguns paradoxos. Na realidade, nem todas as organizações se revelam interessadas em admitir colaboradores/as com mais idade, na sequência de estereótipos, tais como “quanto mais velho, maior resistência à mudança” ou “quantos mais anos de experiência, mais cara a mão-de-obra”. Estas situações levam os/as candidatos/as ao sentimento de impotência, acabando por causar desmotivação na sua procura e, muitas das vezes, perda de autoestima e confiança em si mesmos/as.

Existem passos simples que poderá tomar para evitar episódios semelhantes e melhorar a situação em que se encontra. Enumeramos algumas ideias-chave em que se deverá focar aquando do envio da sua candidatura:

  1. Centre-se nas suas mais-valias e competências.
  2. Não envie candidaturas de forma aleatória ou sem objetivos concretos. Lembre-se sempre do seu valor e do que realmente o/a fará feliz: decisões ponderadas alcançam melhores resultados.
  3. Considere que, ao longo da vida, temos que ter a capacidade e resiliência para recomeçar do zero as vezes que forem necessárias.
  4.  Dê valor ao seu networking: muitas vezes, as oportunidades aparecem onde menos se espera.
  5. Peça opinião aos/às consultores/as de Recursos Humanos e/ou procure Gestores/as de Carreira, que o/a poderão orientar e melhorar as suas candidaturas.

 

Em suma, não desista face ao primeiro desafio. Reconsidere todas as opções e defina um caminho estratégico para o sucesso. Idade não é um obstáculo, mas sim uma vantagem da qual pode e deve tirar proveito.

 

 

 

Artigo da autoria de Micaela Ferreira, Assistente de Recursos Humanos.


Voltar

TOP